Lui / Conceito Criativo

Nesta terça-feira (16) o Instagram lançou em seu aplicativo uma série de máscaras dentro da função 'stories' e, claro, foi rapidamente acusado de copiar o Snapchat, que já contava com máscaras desde o início de suas atividades.

Ainda na terça-feira, o Kevin Well, vice-presidente de produto no Instagram, esteve presente no palco do TechCrunch Disrupt NY e foi questionado sobre os recursos que o aplicativo pegou "emprestado" do Snapchat.

Em resposta, Well disse que este é o jeito que a indústria de tecnologia funciona. "Francamente, é como todas as indústrias funcionam. Ideias boas começam em um lugar, e elas se espalham por toda a indústria. Parabéns ao Snapchat por ter sido o primeiro, mas isso é um formato e será adotado largamente através de muitas plataformas diferentes", opinou Kevin Well.

Well ainda foi além e disse que a equipe seria tola se ignorasse a popularidade do recurso em seus serviços próprios. "Seria francamente tolo de nós se disséssemos: 'Opa, está vendo aquela boa ideia ali que está realmente respondendo à necessidade que as pessoas têm de compartilhar mais momentos das suas vidas? Porque uma pessoa fez aquilo, não podemos nem chegar perto daquela ideia."'

A mesma opinião é compartilhada pelo CEO do Instagram, Kevin Systrom. Segundo ele, o Snapchat lançou um formato e não uma tecnologia. Portanto, a adoção deste recurso de sucesso em várias plataformas é algo normal dentro do mundo dos negócios tecnológicos. 

"A Pixar foi a primeira a fazer filmes de computação animada, mas eu acho que estamos todos melhores por causa de gente como os caras da Dreamworks, que também estão trazendo ótimos filmes.", afirmou Systrom.

Fonte: Portal Administradores