Lui / Conceito Criativo

O ano de 2014 trouxe muitas novidades para os sites do mundo todo. Encontramos uma lista que pode ajudar você a entender o que continuará a ser destaque em 2015.

 

Site responsivo

Com o avanço dos dispositivos móveis como os smartphones, tablets e telas de diversos tamanhos em computadores, o web design também precisou adaptar. Se a sua empresa ainda tem um site difícil de ler no celular, é melhor consultar um profissional para se atualizar logo!

Ghost button (Botão fantasma)

Este recurso serve de introdução para algum assunto. Com uma boa imagem de impacto ao fundo, um título e uma explicação, o botão “continue” ou “saiba mais” cria uma participação ativa do leitor com a página da web. Aposte nisso para 2015!

Tipografia em alta!

Sabe aquela fonte bonita que complementa como uma luva o web design? Os preços diminuíram ou ainda, algumas são até gratuitos no caso do Google Fonts.

Grandes imagens e vídeos para o backgroud (fundo do site)!

Esses recursos podem dar ao mais simples site um grande destaque e o conteúdo bem posicionado. Essa tendência faz o design parecer poderoso e elegante ao mesmo tempo.

Barra de rolagem ou cliques?

Voltamos à questão dos dispositivos móveis. Quando se acessa um site por um smartphone é muito mais prático rolar a página da web até o final do que cliar em vário links e aguardar até o 3G/4G carregar cada uma. Esse tipo de web design é mais intuitivo e é mais dinâmico para interagir com o site.

Design tipo “cards” vai continuar

Este tipo é interessante para atividades que desenvolvam muitas imagens e queiram dar destaque para elas em colunas organizadas e sem complicação. Permite que o usuário faça buscas específicas ou role a página continuamente para visualizar tudo. Simples e versátil, como a internet exige hoje em dia.

Flat design

Tendência bem aproveitada pelo Google e que muitos chamam de design material. Nada mais é que o uso de um sutil gradiente de cores, camadas e animação para passar a sensação de profundidade a imagens em uma dimensão.

Microinterações

Quando um usuário acessa o site para ler um conteúdo é interessante acrescentar, por exemplo, um caixa pop up que surge quando a tela é movida. Lá é possível pedir o e-mail do leitor para enviar mais informações e aumentar o mailing list para o blog ou a empresa.

Storytelling

A tradução mais simples desse ter é “contar histórias”. Toda marca é baseada em conceitos que podem ser acrescentados aos site de forma que um clientes ou qualquer um que interaja com o conteúdo entenda como a empresa foi formada e quais os passos para o futuro.

UX Personalizado

O uso de cookies para mostrar o conteúdo que mais se aproxima ao interesse do usuário não é nada novo. Sites como Netflix e YouTube usam essa ferramenta usam isso para lembrar quais foram os últimos vídeos assistidos. É possível usar essa técnica para outros tarefas como destacar novos conteúdos e esconder os antigos a cada novo acesso de uma pessoa.