Lui / Conceito Criativo

Em um primeiro momento, guardar dinheiro e aproveitar a vida parecem dois objetivos que se anulam. Entretanto, com organização e planejamento você pode, sim, poupar sem ter que abrir mão de fazer tudo o que gosta.

Para isso, o primeiro passo é mapear suas contas e conhecer bem suas finanças. Você sabe exatamente quanto ganha e quanto gasta todo mês? O GuiaBolso pode te ajudar nessa tarefa. Basta inserir seus dados do internet banking e em menos de dois minutos todas as suas despesas estarão listadas e categorizadas na sua tela do computador ou smartphone.

Outra dica fundamental é aplicar a regra dos 50-15-35. Já ouviu falar dela? Ela foi pensada justamente para te ajudar a equilibrar o orçamento entre as necessidades de hoje e os objetivos do amanhã. Confira nossas dicas para guardar dinheiro e também aproveitar a vida:

Use a regra do 50-15-35

Para entender o quanto deve ser destinado para as contas e o lazer você pode optar pela regra dos 50-15-35. Ela é muito simples. Até 50% da renda líquida deve ser destinada para os gastos essenciais como moradia, saúde, transporte e educação.

Já 15% da renda será para as prioridades financeiras. Isso inclui uma previdência, poupança e até o pagamento de dívidas. O restante, 35%, pode ser gasto com o estilo de vida que você pretende seguir. Isso inclui academia, refeições em restaurantes, passeios culturais, entre outras atividades.
Criando metas para cada um dos seus gastos, fica mais fácil de não perder o controle ao longo do mês.
 
Só deixe de fazer alguma coisa se isso realmente trará alguma economia
Se você adora tomar um cafezinho na padaria no final da tarde, não precisar cortar esse gasto, ainda que no final do mês ele tenha alguma representatividade no seu orçamento. O que realmente pode te trazer uma grande economia é deixar de trocar de carro todos os anos, por exemplo. Ou parar de entrar no cheque especial todo mês e pagar os juros mais caros do mercado.


Tenha disciplina

Se você estabeleceu uma quantia para guardar na poupança então não mude de ideia no mês seguinte. Uma ideia é apostar na poupança programada, que debita o valor diretamente da sua conta. Assim você não corre o risco de gastar o valor que se propôs a poupar.
É importante também respeitar as metas financeiras que você se propôs no início do mês. Isso vai te ajudar a manter a disciplina na hora de gastar, equilibrando suas obrigações financeiras (15% da renda), suas despesas fundamentais para se manter no dia-a-dia (50% da renda) e seus momentos de lazer (35% da renda).

Equilibre os gastos supérfluos

Para guardar dinheiro sem deixar de aproveitar a vida, é importante que você tenha foco na qualidade de vida. Ou seja, equilibre os gastos em itens supérfluos que podem ser encontrados em versões mais em conta. Também vale ser flexível: se você quer comprar um sapato mais caro ou trocar de celular, compense esses gastos reduzindo um pouco suas idas a bares, restaurantes e baladas ou opte para fazer as unhas em casa neste mês.

Fonte: GuiaBolso